A formação profissional em Portugal é cada vez mais valorizada tanto por empresas como pelos próprios colaboradores, pois começa a ser vista como um importante veículo de valorização no mercado.

Segundo Margarida Ferreira, redatora do site e-konomista, existem 5 factores que reforçam a formação profissional:

1. Incrementação e rentabilidade - A baixa qualificação dos portugueses, continua a ser um dos grandes problemas sócio-económicos do país. Para contornar esta situação, que está ligada aos baixos níveis de produtividade e rentabilidade do país, as empresas começaram a apostar na formação contínua, pois é uma das soluções adoptadas que elevam os níveis de produtividade e rentabilidade.

2. Garante a validação de conhecimentos - É através da formação profissional que muitas pessoas renovam ou mantêm a certificação de alguns cursos.

3. Reaviva e atualiza conhecimentos – A formação profissional é importante de relembrar os conhecimentos anteriormente adquiridos por parte dos colaboradores, desta forma é mais simples manter os profissionais atualizados sobre as mudanças no sector.

4. Diferencia profissionais – Com a grande concorrência em praticamente todos os sectores do mercado, a formação pode ser um elemento diferenciador de valorização para a empresa.

5. Inserção profissional – A formação profissional melhora as possibilidades de inserção no mercado de trabalho.